| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions. Connect your Gmail, DriveDropbox, and Slack accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize all your file attachments. Learn more and claim your free account.

View
 

Budapeste

Page history last edited by Fred Leal 8 years, 2 months ago

por Bruno C.

 

- tente arrumar um habitante local para saber a boa (meu primo mora lá, se quiser dicas). a cidade a princípio pode não parecer é muito tourist friendly (placas e a lingua bizarra e impronunciável), mas as pessoas são cordiais (para o padrão europeu) e normalmente os mais jovens falam inglês (os mais velhos falam alemão fluentemente). as pessoas são mais simpáticas e acessíveis que os checos, que parecem meio funcionários publicos em operação padrão, muita má vontade. não deixe de andar de metrô (parecem latas de sardinha remanescentes do comunismo), e a linha amarela (a mais antiga) é muito curiosa, é bem pequena e os vagões só cabem 12 pessoas (originalmente era movida a cavalo)

 

Restaurante: Menza

recém aberto, já é um dos restaurantes mais importantes da cidade. a decoração kitsch remete aos refeitórios de escolas da era comunista, como explicou Melinda, a namorada húngara do meu primo. comida excelente, preços bem acima da média da cidade (mas muito barato perto de qualquer restaurante razoável no rio ou sp).

http://menzaetterem.hu/

 

Bar: Szimpla

o bar funciona no que já foi um cortiço. um espaço enorme, não é apenas um bar, mas também um centro de artes e casa de shows. num dia, o saguão pode estar ocupado por uma video instalação com DJs e performances, em outro dia pode ter show de uma banda cover. o ambiente é incrível, não é apenas um bar, mas uns diversos balcões espalhados pelos diversos ambientes. a decoração faria qualquer bar da rede Casa da Matriz morrer de vergonha: não tem duas mesas ou cadeiras iguais, a mobília é composta de peças abandonadas na rua ou comprada em mercados de pulgas. e você pode interagir com a decoração: as paredes e mesas são todas rabiscadas e pintadas por artistas ou pelos próprios clientes. 

 

Turistada: banhos de Szechenyi 

Szechenyi não é o mais chique, mais antigo nem o mais conhecido dos banhos públicos de budapeste. mas sem dúvida é o mais divertido deles. São quase vinte piscinas (sendo três delas aquecidas ao céu aberto), cada uma tem um princípio (medicinais, atléticos ou apenas diversão). tenho uma vocação quase única para programas furados, e a ana e eu pensamos que tínhamos que visitar um desses banhos antes de ir embora. pensamos que fossemos encontrar um monte de velhinhas tentando curar reumatismo, mas encontramos centenas de turistas de diversas procedências enchendo a cara na borda das piscinas e se divertindo como crianças. Não é o tipo de coisa para se orgulhar, mas tomar parte desse sopão humano foi o momento mais divertido da viagem.

 

Vista: o bosque no sopé do castelo de Buda

Tem a melhor vista da cidade. No entardecer ele pode parecer meio ermo e mal iluminado, mas logo que escurece todas as luzes se acendem e fica bem iluminado, movimentado e seguro.

 

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.